Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

Crescem os casos de amarelão da laranja. Preço do milho volta a cair. Embarques de café ganham força - Pássaro da Ilha FM 103,3 » Todo mundo, tá ligado!


No comando: Madrugada 103

Das 01:00 às 04:59

No comando: Sertanejo Bom Demais

Das 05:00 às 07:59

No comando: Domingão Sertanejo

Das 05:00 às 19:59

No comando: Sábadaço

Das 08:00 às 10:59

No comando: Alô Bom Dia

Das 08:00 às 11:59

No comando: Programa Expresso

Das 11:00 às 12:59

No comando: Tá Ligado!

Das 12:00 às 15:59

No comando: Sábadaço

Das 13:00 às 18:59

No comando: Show da Tarde

Das 16:00 às 17:59

No comando: Mensagem de Fé

Das 18:00 às 18:10

No comando: Sertanejão 103

Das 18:11 às 18:59

No comando: A Voz do Brasil

Das 19:00 às 19:59

No comando: Parada 103

Das 20:00 às 20:59

No comando: Programação Musical

Das 20:00 às 21:59

No comando: Birds Night

Das 20:00 às 22:59

No comando: Planet Parede

Das 21:00 às 21:59

No comando: Classe A

Das 22:00 às 22:59

No comando: Flash Night

Das 23:00 às 23:59

No comando: Programa Luis Alberto

Das 23:00 às 23:59

Crescem os casos de amarelão da laranja. Preço do milho volta a cair. Embarques de café ganham força

Crescem os casos de amarelão da laranja.

Maiores produtores de laranja do País, São Paulo e Minas Gerais estão em alerta quanto ao greening, o popular amarelão. Os casos da doença cresceram oito por cento, neste ano. A chuva ajuda o inseto causador do problema a se espalhar. E mais de 30 milhões de árvores estão contaminadas. A fruta afetada fica miúda, ácida e cai do galho antes do prazo. Normalmente, a melhor solução é arrancar o pé de laranja.

 

Preço do milho volta a cair.

Produtores de milho estão preocupados com a queda dos preços. Até agora, em outubro, o Cepea apurou um tombo de seis por cento, que faz a saca ser vendida a 37 reais. O cenário é consequência de vários fatores, por exemplo: o dólar mais barato e o bom andamento da safra. Além disso, ao mesmo tempo em que os produtores estão ativos na hora de vender, os compradores só vão ao mercado se precisam fazer estoques.

 

Embarques de café ganham força.

E as exportações de café cresceram 24 por cento em setembro, na comparação com o mesmo período do ano passado. Dados do Cecafé apontam que deixaram o País cerca de três milhões de sacas. O resultado, porém, poderia ter sido melhor, já que muito café ficou preso por aqui por falta de contêineres e de navios. Destaque negativo, também, para o preço de 135 dólares a saca, que é menor que o do ano passado.

Fonte: rádio 2

Deixe seu comentário:

Curta no Facebook