Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

Coca-cola, PepsiCo e Nestlé são as maiores produtoras de lixo plástico, denuncia Greenpeace - Pássaro da Ilha FM 103,3 » Todo mundo, tá ligado!

Fale conosco via Whatsapp: +55 35 99124-8325

No comando: Madrugada 103

Das 01:00 às 04:59

No comando: Sertanejo Bom Demais

Das 05:00 às 07:59

No comando: Domingão Sertanejo

Das 05:00 às 19:59

No comando: Sábadaço 1ª Edição

Das 08:00 às 10:59

No comando: Alô Bom Dia

Das 08:00 às 11:59

No comando: Programa Expresso

Das 11:00 às 13:59

No comando: Tá Ligado!

Das 12:00 às 15:59

No comando: Sábadaço 2ª Edição

Das 14:00 às 15:59

No comando: Show da Tarde

Das 16:00 às 17:59

No comando: Mensagem de Fé

Das 18:00 às 18:10

No comando: Sertanejão 103

Das 18:11 às 18:59

No comando: A Voz do Brasil

Das 19:00 às 19:59

No comando: Parada 103

Das 20:00 às 20:59

No comando: Programação Musical

Das 20:00 às 21:59

No comando: Birds Night

Das 20:00 às 22:59

No comando: Planet Parede

Das 21:00 às 21:59

No comando: Classe A

Das 22:00 às 22:59

No comando: Flash Night

Das 23:00 às 23:59

No comando: Programa Luis Alberto

Das 23:00 às 23:59

Coca-cola, PepsiCo e Nestlé são as maiores produtoras de lixo plástico, denuncia Greenpeace

Você sabe quais são as maiores empresas produtoras de lixo plástico do mundo?

De acordo com um relatório da ONG Greenpeace, são: Coca-cola, PepsiCo e Nestlé.

A conclusão, segundo o grupo ambientalista, veio após a análise de 187 mil peças de lixo plástico.

Os itens analisados foram recolhidos em 42 países, em 239 ações organizadas pela ONG.

No geral, os tipos mais comuns de plásticos encontrados foram o poliestireno e o PET.

As três companhias já assumiram compromissos sobre suas embalagens

De acordo com reportagem da agência de notícias Reuters, a Coca-cola se comprometeu a ter todas as embalagens recicláveis até 2025.

A Nestlé disse que as suas serão recicláveis ou reutilizáveis e a PepsiCo disse que suas embalagens serão recicláveis, compostáveis e biodegradáveis, também até 2025.

 

Fonte: rádio 2

Deixe seu comentário:

Curta no Facebook